terça-feira, 9 de março de 2010

Dog news

Saudações !!
Na correria pra variar e sem tempo de blogar. Enfim, a desculpa é sempre a mesma :-P
Bom, pra começar, eu e marido fomos ao curso básico de massagem em cachorros.
Eu achava que o curso fosse ser meia boca, mas que nada. Foi bem completo. Muita anatomia, nome de músculos, esqueleto e mão na massa, ou melhor, nos cachorros.
No primeiro dia, nós fomos os últimos a chegar e levamos Phoebe e Luke. Nem preciso dizer que já chegamos causando na sala de aula. Enquanto os outros cães estavam sentadinhos e comportados em seus respectivos tapetes, lá foram os outros dois xeretar cada centímetro quadrado da sala de aula. Phoebe tinha que falar um "oi" pra todo mundo, enquanto Luke soltava um "grrrrr " pra cada macho que via pela frente. Enfim, a aula não começou até que a gente enfiasse os dois de volta no carro.
Na hora da prática, os buscamos de volta. Mas no fim só o Luke ficou, pois a Phoebe não sossegava.
A turma do curso era pequena e variada. A instrutora é massagista de humanos e de cavalos. Entre os alunos tinha um carinha que se levantou falando nome, sobrenome, idade, onde morava, o que gostava de fazer, etc etc, hehehehe tadico, pra mim ficou claro que o nego tava tentando arrumar uma namorada no curso, sei lá. Tinha uma outra mulher que é massagista de humanos e nem tem cachorro, nunca teve, tava lá só por curiosidade e uma outra figura que é intérprete de animais, tipo dr. Dolittle. Aí quando eu perguntei se ela lia a linguagem corporal do cachorro, ela disse que não, que ela se comunica telepaticamente ..........aí, todo mundo arregalou os olhos e ela disse pra gente não se preocupar porque ela só se comunica se o dono autorizar. Ela fez um curso de 3 anos pra ser "intérprete" e disse também que os animais são capazes de contar até o que se passa dentro de casa. Então tá né ...
Eu e Anders decidimos continuar com o curso que tem mais 3 etapas. Até o final, a gente terá que ter massageado 80 cães.
Então a gente já começou a preencher nossa lista.
No post anterior, os cachorros que estão na foto do carro e do trenó, passaram uma temporada aqui em casa. A família viajou pra Índia e nós ficamos de babá. Foi bem legal porque deu pra gente passear bastante com o trenó.
Enquanto a gente tomava conta deles, rolou outro encontro do Clube do Husky Siberiano. E lá fomos nós. Carro entupido de cachorro e mala. O encontro foi aquela coisa "boring" de sempre, ao menos pra mim, mas consegui massegear uma meia dúzia lá. Enquanto o Anders dessa vez, competiu nunca corrida informal e chegou em primeiro lugar na categoria. O último chegou em segundo, mas tá valendo :-)
Bom, na volta pra casa, adivinhem ....
Um dos caras do encontro está vendendo alguns cachorros e o Anders se encantou com umas das fêmeas, aí ele (Anders) me vira com aquela cara e diz "please, please, please". Detalhe era aniversário do meninão. Daí foi sacanagem né ! Conclusão, soca mais um cachorro no carro na hora de voltar pra casa.
Na volta, devolvemos os outros 3 para os donos e viemos pra casa com os 3 restantes. Phoebe, Luke e Burka.
Resumo da ópera, estamos apaixonados pela Burka.
Ela é MUITO FOFA. Meio reservada e tímida, mas foi fazendo amizade fácil, fácil. Ela brinca com a Phoebe numa boa e as duas são ótimas parceiras na hora de puxar o trenó. O encontro com o Nexus rolou numa boa, ela não é muito chegada a gatos.
O único problema por enquanto é que ela está no fim do cio, então o Luke não dá sossego.
Agora estamos na torcida para que a Phoebe entre no cio, porque vamos cruzá-la :-) Anders já aprovou o pretendente e tudo hehehe.
Tem uma fotinho da Burka no blog do Anders, aqui. Ela é bem parecida com a Phoeboka.
No mais, a gente foi trabalhar de voluntário numa cafeteria que fica na "floresta" aqui perto de casa, no meio de uma trilha de esqui. Essa cafeteria pertence a um outro clube de cachorro do qual o Anders faz parte (eu devo ter jogado muita pedra em cachorro na outra encarnação ...).
Trampamos sábado e domingo das 9 as 5. Só pra vocês terem uma idéia, entre waffle, café, refri e muffins, a gente vendeu quase 20.000 coroas (cerca de 6700 reais), sendo que cada coisa custa 20 coroas .. façam as contas. No sábado eu só fiquei fazendo waffles. Cheguei em casa e tive que tomar 2 banhos pra tirar o cheiro que impregnou. No domingo eu fiquei no caixa e servindo o povo.
Aqui eles consomem uma bebida que é tipo uma groselha que você mistura com água. Dá pra tomar tanto quente, quanto frio. E quando é quente eles chamam de toddy.
Eu acho maior engraçado porque na minha cabeça, a primeira coisa que vem é a imagem do nosso "toddynho" de chocolate. Lembro dos comerciais onde a caixinha de toddy se aventurava por florestas, cachoeiras, rios de chocolate, etc. Aí, me chega um bando de marmanjo pra comprar toddy. Todo mundo quer toddy. E dá-lhe toddy na norugada toda.