segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Shows

Fala meu povo !
Eu nem comentei aqui, mas a alguns dias atrás, no Oslo Jazz Festival, nós assistimos ao show do Milton Nascimento na Opera House. Foi bem bacana. Mas gente, eu não sabia que o Mirtão era tão velho ... pra mim ele é tipo o Beto Carreiro, que na minha cabeça sempre teve 40 anos. Eu só conhecia duas músicas do repertório. No fim do show, antes do biz, a norugada se levantou toda e começou a sair da sala. Mas não ascenderam as luzes. Luz apagada = ele vai voltar. E voltou. Arriscou seu inglês entendível, com a ajuda da platéia (a primeira fila só tinha brasileiro, praticamente). Bonitinho.
Hoje teve uma palesta do Almyr Klink. Infelizmente eu não consegui ir, mas ele ia também autografar um dos livros dele.
Continuando com "estou na Noruega, mas parece que estou no Brasil", dia 05 de Novembro vamos ao show do Gilberto Gil, que vai participar do Oslo World Music Festival. Eu nem sou mega fã dele, nem do Milton, mas já que do tipo uma vez na vida e outra na morte, nós vamos.
Fora isso, ainda fiz a loucura de comprar mais 4 ingressos.
Nada acontece nessa terra, mas quando rola, é tudo de uma vez, básico.
Bom, a maratona vai ser a seguinte:
10/10 - Nouvelle Vague
05/11 - Gilberto Gil
14/11 - CC Cowboys
15/11 - Heather Nova
20/11 - Kings of Convenience
Ainda queria ir ao show do Massive Attack, mas já tá tudo vendido.
Ah, e pra arrematar ...hehehehe sexta agora, vou assistir a minha primeira peça de teatro em norueguês. Matar as saudades de ir ao teatro, atéqueenfim !!!!
Essa peça rola todo ano, numa ruína de uma igreja. Esse ano ela é mais especial porque será encenada na sexta-feira de lua cheia, ho ho ho.
A peça traz a estória de alguns fazendeiros que habitavam a região em 1350 (quando a peste negra assolou o país), as dificuldades da vida naquela época, bem como amor proibido (não sei de que tipo ainda). Depois volto pra contar como foi !

sábado, 29 de agosto de 2009

Mudanças

Saravá, meu povo !
Sumi, né ?
Pois é, muita coisa "going on" ao mesmo tempo.
Todo dia penso, ah, hoje vou postar alguma coisa, daí começo a fazer outra coisa e esqueço.


Primeira mudança foi que levamos Nexus pra tomar sorvete, se é que me entendem, hihihi. Voltou pra casa com duas bolas a menos. Tadico. Passou a noite feito um bebum, de um lado pro outro e a Phoebe que ficava cheirando ele com cara de que "mas o que fizeram com vc ?!". Mas o gatinho sobreviveu. No dia seguinte já tava tudo normal.

Segunda mudança ..... Compramos uma casa !!! EEEEEEEEEEE ! Viva nóis :-)
Acredito que se não fosse pela Phoebe, a gente não iria se mudar daqui tão cedo, é bom, é conveniente. Mas ... a gente quer ter mais cachorros. Então compramos uma casinha linda, linda, fora de Oslo. Fica a meia hora de carro. Nem é tão longe assim. Tem um jardim enorme e lindo e espaço pra fazer o canil. A gente se muda em Novembro.
A gente vai reformar algumas coisas. Acho que não vai sobrar grana pra viajar nas minhas duas semanas de férias, mas enfim, estamos mais empolgados em mexer na casa do que outra coisa.

Agora resta vender nosso ap. Algumas pessoas vieram visitar, mas ninguem fez oferta.
Aqui é assim, você faz um "visning" que é um dia para as pessoas virem visitar o ap. Você pode fazer isso por conta, ou ter um corretor. A casa tem que estar limpa e organizada. De preferência, eles dizem pra vc esconder tudo, fotos pessoais, excesso de livros, excesso de tapete, excesso de tudo.
Pior foi o dia que veio um casal, após os dias do visning, e a gente mesmo mostrou o ap. Trancamos as "crianças" no carro e escondemos as coisas deles. E na correria eu enfiei a caixa de areia do Nexus num dos armários. E não é que a nega me pede pra abrir a porta DAQUELE armário pra olhar dentro. Ai, meu pai, me deu um troço. Ainda bem que não tava cheirando.


Também arrumei minha sarna de inverno. Ano passado compramos o Guitar Hero. Esse ano mudei pra o "The Sims 3". Acabou que viciei. No começo eu sofria, tendo que fazer minha Sim trabalhar pra ganhar dinheiro, mas agora que já sei "roubar no jogo" as coisas ficaram mais fáceis. hahaha. O jogo é bem legal e quase tudo é possível. Muita coisa pra explorar.

Vou criar vergonha na cara e postar mais por aqui :-)



domingo, 9 de agosto de 2009

Madri, Zaragosa e Pirineos, Espanha


Após Sevilla seguimos direto até Madri. É chão, mas a viagem foi bem tranquila e agradável.
Ficamos hospedados num hostel bem no miolo pop-gay da cidade. Preço justo e muito bem localizado.
Em Madri a gente ficou um dia. Cidade grande, com atrações de cidade grande. Deve ser, com certeza, uma cidade gostosa de se morar. Muitos museus, restaurantes, parques etc. Mas nada além disso. O free walking tour foi proibido pela associação de guias turísticos. Então fomos por nossa conta e nosso guia do Lonely que para as cidades maiorzinhas sempre apresenta uma sugestão de walking tour cobrindo os principais pontos. Cobrimos tanto a parte histórica quanto a parte artística de Madri. A maioria das atrações são prédios e praças. O único museu que visitamos foi o Centro de Arte Reina Sofia. Lá tem de tudo. Desde de arte contemporanea, além de coletâneas dos grandes nomes como Picasso (Guernica), Miró, Dali, entre outros.



No dia seguinte seguimos até Zaragosa. Não conseguimos hotel na cidade, então ficamos num desses de convenções, mais afastado. Hotel 4 estrelas e atendimento 0.5 estrela. Enfim. Zaragosa é simpática e o centro é bem compacto. Em questão de horas dá pra olhar tudo. A principal atração é a Basílica de Nuestra Señora del Pilar. As demais atrações como museus, teatro romano e praças ficam tudo ali ao lado. O atendimento do posto turístico é excelente. A cidade também tem uma Aljafería, a la Alhambra. Mas só passamos na frente de carro.
No mesmo dia seguimos rumo ao Norte, para os Pirineos.
Pára tudo, porque agora a gente entrou em outro mundo.

Ao invés de uma paisagem seca e árida, temos verde, muito verde. Devido a água proveniente do derretimento de neve. Vales, muitos deles. No lugar da arquitetura árabe, temos umas coisa mais campestre e bucólica. Vilas erguidas com pedras. Riachos azuis, riachos verdes.

Se locomover começa a ficar mais difícil. As estradas são bem estreitas e extremamente sinuosas. Tem que viajar com calma e curtir a paisagem.
Primeira parada: Jaca.
Uma cidadezinha mega simpática. É ponto de saída para esportes radicais, mas acabamos visitando foi um Museu de Miniaturas Militares. Acredito que seja o único no mundo. Muito bacaninha. Ele fica alojado dentro de um forte em forma de pentágono.

Após a visita ao museu, fizemos uma visita guiada ao forte e aprendemos o porquê do formato de pentágono e isso e aquilo. Mas a única vez que o forte foi usado em combate, os espanhóis, coitados, estavam do lado de fora. Os soldados de Napoleão invadiram o forte e o espanhóis tiveram que reconquistá-lo. Ironias do destino hehehe.

No dia seguinte seguimos para nossa parada final, Llavorsi. A capital do rafting espanhol.

No caminho paramos em Torla que a porta de entrada para o Parque Nacional de Ordesa Y Monte Perdido. Esse é um lugar que voltaremos. Infelizmente não tivemos tempo de rodar pelo parque, mas é um lugar que vale a pena. Assim como a charmosa Torla.

Em Llavorsi fizemos rafting ! A gente nunca tinha feito na vida, então fomos numa rota fácil. Foi mega divertido e eu quero é mais !!!

Para os Pirineos, a gente volta com certeza, talvéz vindo pelo sul da França :-)

mais fotos aqui.