domingo, 31 de agosto de 2008

Prejuízos ...tsc tsc

Estava tudo muito bom pra ser verdade ... um cachorro e um gato de três meses, em casa, sozinhos, todos os dias e nenhuma bagunça além do xixi no jornal ...hm ... estranho, muito estranho.
Até que um dia as coisas tem que acontecer ...
Sexta-feira quando chegamos do trabalho, o telefone da cozinha estava jogado no hall de entrada. Por sorte o aparelho é sem fio (e temos dois !) e com ele não aconteceu nada, já o fio elétrico e o transformador pareciam que tinham sido colocados num liquidificador que pica gelo.
Pro lixo com tudo isso e ainda temos um telefone, na sala, que funciona.
Como se não bastasse, na noite seguinte meu fone de ouvido com microfone que estava conectado no meu laptop também foi levado, misteriosamente, para o tal liquidificador e retornado, aos frangalhos, para a mesa do escritório. Em nenhuma das duas ocasiões a gente conseguiu pegar o autor (a) do crime.
Mas como o final de semana ainda não terminou, deu tempo de aprontar mais ...
Ontem, sábado, coloquei um pedaço de bacalhau salgado na água para dessalgar. Trancamos o bacaiau no banheiro durante a noite, para que nenhuma criatura se a aproximasse da tentação.
Hoje pela manhã eu troquei a água e deixei o pote na bancada da pia. Enquanto o Anders levou a Phoebe pra fora, eu ouvi um "splash" vindo da cozinha ... corri até lá e o danado do Nexus tinha fuxicado no pote que virou no chão. Bom, recuperei o bacaiau e recoloquei na água. O Nexus foi parar no chuveiro e para minha surpresa acho até que ele gostou de tomar banho. Ficou quietinho curtinho a água quentinha.
Momentos após, eu e o Anders estávamos no escritório e os dois (Phoebe e Nexus) estavam em algum outro canto num silêncio supremo. De repente, a Phoebe passa correndo para a sala e o Anders vira e diz: "hm, tô ouvindo um barulho estranho vindo da cozinha..." e eu não tava ouvindo nada e falei para que ele fosse até lá dar uma espiada.
E não poderia ter sido pior ...
Depois da primeira tentativa de roubo, eu coloquei o raio do pote com o bacaiau dentro da pia, acreditando que lá estaria tudo bem, mas não é que o prodígio do Nexus "pescou" o bacaiau do pote (2 pedaços maiores que ele próprio). Quando a gente entrou na cozinha, ele estava almoçando um dos pedaços, aí eu olhei em volta e não vi a Phoebe. Sai correndo pra varanda e dei de cara com ela lambendo os beiços, toda satisfeita. Bitch !!!! Pronto, agora teremos metade do jantar só.
Aí, o Anders deu uma olhada dentro da casinha dela só pra ter certeza, e não é que ele encontrou o outro teco de bacaiau lá dentro ?! Ela tava escondendo pra comer depois ! hehehehe, eu não conseguia para de rir e agarrar o bacalhau. Eu fiquei imaginando a cena dos dois, que agora atuam em equipe, roubando o bacalhau da cozinha hehehehehehe.
Enfim, eu peguei esse outro pedaço, limpei e lavei e ele voltará para nosso jantar:-)
Bacalhau salgado aqui custa mega caro, ao contrário do que se pensa no Brasil, e não dá pra desperdiçar !

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Violência

As férias de verão acabaram. E acabaram pra todo mundo, inclusive para os criminais e gente maluca.
Digo isso, porque no mês de julho quase não trabalhei, eu estava lá plantada no laboratório, mas trabalho que era bom, nada. As pessoas sairam de férias e os bandidos também. Impressionante como, agora, o trabalho dobrou.
Nessa última semana, dois casos chocantes. Um pai assassinou os dois filhos e a mulher, e ontem um cara matou o filho de 6 anos e depois se suicidou. Eu me pergunto, o que leva uma pessoa a matar uma criança ? Ou pior, o próprio filho ?
Mas enfim, assassinatos aqui são raros, comparados somente aos números de São Paulo, por exemplo.
Um fato "curioso" é que a maioria dos crimes aqui são cometidos por estrangeiros. Muito triste. E por causa de alguns que a maioria se ferra depois. Uma menina do meu trabalho, norueguesa, se casou com um cara africano e o visto dele já foi negado duas vezes. Ele vive na África e ela aqui. O cara é gente boa, trabalhador, esforçado, mas por causa de outros que deram o golpe (se casaram só para obter o visto e depois aprontaram todas criminalmente) ele é que tem que pagar o pato.
Oh well, é uma situação complicada.
E por falar em complicado, eu voltei ao curso de norueguês. Enfim, comparado com agosto passado eu tô supimpa no norueguês hehehehe, já consigo destinguir os sotaques e dialetos. Alguns deles eu simplesmente não entendo, tipo o sotaque que falam em Bergen (cidade que visitei quando fiz o passeio aos fiordes). O da minha chefa, que vem do norte, também é complicado. Eles pronunciam tudo muito diferente e com a entonação diferente. Aí só pra ajudar, hoje li um jornalzinha da Universidade de Oslo, que é escrito em "nynorsk", ou seja, novo norueguês, que quando eu leio eu entendo tudo, mas não sei escrever nada e também entendo pouco quando alguém fala em nynorsk. Mas eu chego lá !
Ah, eu fiquei sabendo que um amigo meu viajou agora, durante suas férias, mas eu não sabia para onde ....
agora eu sei !
Guille chegou seu cartão de Salvadô, oxente. Muito obrigada !

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Semana de cão !


Ufa, tá difícil repor as energias !

A coitada da Phoebe pegou uma virose, segundo o vet, e está com uma diárreia a 12 dias já, todos os dias e NOITES. Isso significa levantar até 2 vezes no meio da madrugada e limpar o rio, literalmente, de bosta no meio da casa. Mas dá até dó da bichinha. Em alguns dias ela também vomitou. Mas enfim, o vet disse que está rolando um surto dessa virose em cachorros aqui em Oslo e o negócio é aguardar. Ela está comendo uma dieta especial e também demos soro caseiro. MAs agora ela tá magricelinha, judieira. Segundo minha mãe, se a gente tivesse filhos, eles cagariam nas fraldas e não pela casa toda. Mas assumir compromisso com animais inclui limpar as coisas e não dormir direito por mais de uma semana.

E de resto segue tudo as mil maravilhas. Phoebe e Nexus já parecem ser os melhores amigos. Lógico que a maneira deles. Agora ele já deixa ela morder a barriga dele e tudo mais hehehe é engraçado, porque eu acredito que ele faça um certo terro psicológico com ela, que é mais bobinha.
Essa noite o Anders levantou várias vezes e eu fiquei com preguiça, só pensei "deixa a cachorra cagar em tudo e amanhã cedo eu limpo" e então pela manhã vi que não tinha muitoS desastreS, apenas um e perguntei porque foi então o outro levantou mil vezes. Aí ele me respondeu que foi pra cutucar a Phoebe que roncou a noite inteira (ela dorme na caminha dela, no chão ao lado do Anders) . Ai eu falei ahá, agora vc sabe o gostinho dessa insônia.

Ela ronca que nem gente, credo !


E por falar em roncar, Anders comprou um medicamento para parar de roncar (para humanos !) chamado "Silence", "la garantia soy yo" ou seu dinheiro de volta ... devo confessar que estou a procura da nota fiscal para reaver o dinheiro de volta.


E como uma coisa leva a outra, aqui vai um link de um vídeo engraçadíssimo do Achmed the Dead Terrorist

Have fun !

domingo, 10 de agosto de 2008

Ele chegou, Ele chegou !!!!!

EEEEba nosso gatinho Nexus chegou !!!!

Ele é tão lindo e fofinho e sapeca !!!

Ele veio junto com um kit. Brinquedos, comidas chiques, pacotinhos com comida congelada (peixe, frango e carne bovina), cat milk !!!! (eu tomei e é gostoso heheheh), caminha, caixa de transportes e brinquedos.



O Anders levou a Phoebe para dar uma volta enquando eu e a Sil apresentávamos a casa nova para o Nexus, que de tímido não tem nada. Fuxicou em tudo e ficou brincando, até o Anders voltar ....

... aí começou a batalha. Vamos dizer que ele a Phobe não acreditam em amor a primeira vista. E era um gato arrepiado e miando de um lado, e uma cadelinha total criança tentando brincar do outro.



O problema é que eles não entendem a linguagem corporal um do outro. Mas é melhor que a Phoebe queira brincar com ele ao invés de atacá-lo, e ele por já ter um espírito mais dominador fica duro e parado na frente dela , arrepiado e dando uns tipos de espirros que mais parecem uma cobra naja jogando o veneno numa presa. Uma coisa meiga que só vendo hehehehe.

Mas vamos dar tempo ao tempo, acreditamos que eles ainda serão bons amigos. Mais sobre as aventuras deles, vcs encontram no blog deles.

Frankfurt - Alemanha

Hallo, hallo !!!
Melhor tarde, do que nunca .....rs

A duas semanas atrás eu fui para Frankfurt, me encontrar com a Sil :-) EEEEEEEEEEEEEEEEE.

Foi MUUUUUUUITO bom revê-la !

A gente chegou no mesmo dia, só que ela veio num voô mais cedo direto do Brasil e eu cheguei a noitinha. Daí combinamos de nos encontrar direto no albergue.
A viagem do aeroporto para a estação central de trem leva uns 10 minutinhos só e nosso albergue era bem ali na bocada. Tanto que eu já tinha lido que esse lugar era meio que "red light district".

Na hora do check in rolou uma confusão com o tiozinho que quase me mata do coração dizendo que minha amiga não tinha chegado ainda (como não chegou ?! pronto enfiaram a Silvia num avião de volta pro Brasil ...), mas depois a "pópria" apareceu por lá e o carinha teve que esperar a gente se abraçar, se beijar, contar como foi a viagem, como era o albergue, o que a Sil tinha comido no avião, isso, aquilo e aquele outro, e aí sim eu assinei a papelada e terminei meu check in.

A gente saiu pra jantar num pub e no dia seguinte fomos bater perna.


Rodamos tudo a pé. A localização do albergue é excelente e fica pertinho de tudo.
Visitamos alguns museus: de filmes, de arquitetura, de história natural e um sobre o Struwwelpeter ou João Cabeludo (?), que é engraçadinho. Ah também visitamos a casa do Goethe, que eu não achei nada de tãaaao especial.
Batemos pernas em várias lojas a procura de promoções, mas nada.
Ah também comemos um morango gigante coberto com chocolate Godiva em frente a própria loja. Diliçá!

Comemos algumas comidas típicas ( "schnitzel", chucrute (conserva de repolho fermentado), e tomamos algumas cervas alemãs. A comida depois de uns dias começa a ficar difícil porque eles comem muita carne de porco e carnes em geral e eu não sou muito fã, mas enfim.

Fizemos amizade com um bando de irlandeses bêbados do nosso albergue. Afe como aquele povo bebe. Eles eram corpos etílicos ambulantes. Fizeram um drink com red bull, "Jägermeister" (que eu simplesmente odeio, parece biotônico Fontoura vencido) e vodka para a gente virar de uma só vez. A gente mandou ver, mas depois continuamos na nossa cervejinha "Beck lemon" que mais parece refri.

Uma cena engraçada que nos faz rir até agora foi aquela em que a Sil agarrou um mendigo.
A gente estava andando na praça em frente ao albergue, que fica em frente a estação central e tava lotado de "weirdos", drogados, mendigos, os irlandeses bêbados (que estava deixando o rico dinheirinho no buteco da frente do albergue), policiais, putas e a gente. Aí nós duas estavamos no maior papo e não vimos que um mendiguinho vinha vindo em nossa direção. Aí o coitadinho trombou com a Silvia (que é bem maior que ele) que não percebeu o mendigo que deu um grito de susto e a Silvia levou uns longos segundos pra se tocar da merda, e quando percebeu, ela abraçou o mendiguinho e deu outro grito e aí ficou todo mundo sem entender nada. Hahahaha foi hilário. Sorte foi, que tinham dois policiais numa viatura que assistiram tudo de camarote e estavam rolando de rir, fiquei pensando na pior hipótese, deles assistirem a cena pela metade e ir lá ter uma conversa com o mendiguinho sujo.

Ah fora isso também me ofereceram dinheiro pelo meus favores sexuais. Eu não entendi o que o tiozão falou e tratei de acelerar o passo, fiquei sem saber o meu preço no mercado.

Depois, no domingo eu voltei pra casa e a Sil passou a semana na Alemanha e depois veio pra Oslo :-)